"Bayonetta" para PlayStation 3 foi nosso maior fracasso, diz Platinum

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Mateus Mota
BayonettaLançado para Xbox 360 e PlayStation 3, o primeiro "Bayonetta" teve diversos problemas no console da Sony, como a queda na taxa de quadros, longos carregamentos e inconsistências mecânicas. Com isso, a conversão do jogo para o PS3 é considerada pela Platinum como o "maior fracasso" da produtora.
"O nosso maior fracasso até agora, o único que realmente permanece em minha memória, é aquela conversão", disse o diretor do jogo, Atsuhi Inaba à revista Edge.
"Naquela época nós realmente não sabíamos como desenvolver bem no PS3 e se nós poderiamos ter feito isso...é irrelevante. Nós tomamos a decisão que não deveríamos e olhando o resultado, especialmente o que foi lançado aos jogadores, penso que foi nosso maior erro", explicou, se referindo ao fato de transferir a responsabilidade da conversão à estúdios internos da Sega.
O próximo jogo da Platinum, "Bayonetta 2", será exclusivo para Wii U.
Piada de mal gosto
Na mesma entrevista, Inaba mostrou insatisfação com as críticas sofridas pelos desenvolvedores japoneses nos últimos anos.
"Francamente, acho isso uma piada. Há muitos desenvolvedores ocidentais fazendo jogos terríveis e quando você vê uma Infinity Ward vender 20 milhões, todos dizem 'Ei, os ocidentais são fantásticos!'. Há diversos estúdios terríveis no ocidente, assim como no Japão", explicou.
Bruxaria e pancadaria
"Bayonetta" é um game de ação no estilo "Devil May Cry", protagonizado por uma bruxa sexy e irreverente.
A protagonista é capaz de mesclar ataques de armas brancas e de fogo, mas "Bayonetta" tem golpes variados e absurdos, incluindo movimentos de punição, no qual a bruxa usa aparelhos de execução, como guilhotinas e caixões com espinhos. Detalhe: muitos desses movimentos são feitos com seus cabelos - que também formam o traje da heroína.
"Bayonetta" foi lançado em 2010 para PS3 e Xbox 360.

0 comentários:

Postar um comentário

▲ Topo